domingo, 15 de novembro de 2015

Findam-se as aulas no GEPINHA...



Quando comecei a lecionar sempre tive o sonho de dar aulas na escola do meu bairro, mais conhecida por aqui como "Gepinha", pois ali fiz o antigo Colegial e tenho tantas boas lembranças.
Então, em agosto participei de uma atribuição de aulas de Português e finalmente o sonho tornou-se realidade.
Foram três meses, aproximadamente, muito agradáveis com duas turmas do Ensino Médio que me permitiram viver inúmeras experiências.
Posso dizer com clareza, que lá lecionei para o famoso 1º C, o qual me deu muito trabalho. Tivemos aulas complicadas no 3º Bimestre devido aos grupos de alunos que sentavam-se fora dos lugares (mapa da sala) e tinham o costume de ficar em grupos com conversas paralelas e altas. Bolinhas de papel voavam para todos os lados e como era difícil explicar qualquer coisa. Foram alguns sermões e momentos de puro estresse. Juro que pensei em desistir, mas a gente para e respira. Pensa que não são todos e não podemos generalizar. Abandonar a sala inteira por causa de alguns alunos. Conversei com a Coordenação e alguns professores que me auxiliaram, pois estou na caminhada do aprendizado e tenho tanto a melhorar ainda. Ouvi tudo com atenção e coloquei os bons conselhos em prática. Assim, no 4º Bimestre, a situação melhorou e as aulas fluíram melhor.
Quanto ao 2º A, que maravilha! A melhor sala em que já lecionei com seu grupo de alunos falantes, mas a maioria madura e atenta aos conteúdos e explicações. Via "olhos" me olhando e "ouvidos" me ouvindo com atenção. Como é bom saber que podemos ensinar e colaborar com o crescimento de alguém. Falamos de literatura e compartilhamos ideias diversas.
Fiz o uso da Sala de Vídeo da escola e as aulas foram diferenciadas, fora da rotina da sala de aula, o que eu considero extremamente essencial para a juventude dos dias atuais.
Eles não gostam de copiar conteúdos da lousa e necessitam de outras motivações para participarem melhor. Alguns tem muito para oferecer.
Enfim, na sexta-feira passada o último dia chegou porque a professora efetiva retornará amanhã.

Como é difícil a despedida. Eu não me contive e lágrimas encheram os meus olhos. Espero ter ensinado um pouco do que sei e ser lembrada com carinho. Desculpa pelas broncas e puxões de orelhas necessários. Agradeço pelos presentes. Dentro do meu coração levarei um pouquinho de cada um e assim é a vida de uma professora que AMA O QUE FAZ!

Obrigada Senhor por mais um sonho realizado!
Obrigada à escola e todos que lá, me acolheram bem!
Espero findando esse testemunho, um dia retornar e que assim seja.

Prof. Daniela Menegassi

Nenhum comentário:

Postar um comentário