sábado, 4 de abril de 2015

PLANO DE AULA - ARGUMENTAÇÃO COM MÚSICA (9º ano)

PLANO DE AULA:


1. IDENTIFICAÇÃO: 
NOME DA DISCIPLINA: Língua Portuguesa
PROFESSORA: Daniela Menegassi
ESCOLA: E. E. José M. Rodrigues Leite
ANO/SÉRIE/TURMA: 9º – 03/2015
PERÍODO: 1º bimestre


2. TEMA(S): Trabalhar a ARGUMENTAÇÃO a partir de músicas.


3. OBJETIVOS: O professor apresentará uma música e em duplas/grupos os alunos deverão realizar duas etapas de atividades em sala de aula:

1ª) Discutir entre eles a letra/mensagem transmitida pela música:

O que o autor quis dizer? Sobre o que a música fala? O que a música defende ou condena? Vocês concordam ou discordam? Explique suas opiniões sobre o assunto com argumentos próprios.

2ª) Fazer um debate sobre o assunto para verificar as opiniões.


4. JUSTIFICATIVA: Com essas atividades o aluno aprenderá a analisar a mensagem da música e entender opiniões do autor, mas treinará também o exercício e o direito de ter suas próprias opiniões sobre o tema e argumentar oralmente para defendê-la perante todos. Entretanto, vamos deixar claro ao mesmo tempo a importância de se RESPEITAR as opiniões dos colegas e saber se posicionar sem ofensas e desrespeito.


5. METODOLOGIA: Vamos ouvir a música em sala de aula, explicações, debate entre os alunos sobre o tema e debate geral com a participação dos alunos e suas opiniões.


6. RECURSOS DIDÁTICOS: Músicas: É pra ri ou pra chorar? (Gabriel O Pensador).


7. AVALIAÇÃO: A participação do aluno será analisada e avaliada com nota (0,5 a 1,0) com REDAÇÃO individual com no mínimo 10 linhas a ser feita em casa. O aluno defenderá suas opiniões pessoais a respeito do tema fazendo uso da argumentação escrita.

MÚSICA: É pra rir ou pra chorar? (Gabriel O Pensador)

O Brasil proclamou sua independência, mas o filho do rei é que assumiu a gerência.
O povo sem estudo não dá muito palpite, e a nossa república é só pra elite.
(E quem faz greve o patrão ainda demite).
É pra rir ou pra chorar?
O Brasil aboliu a escravidão, mas o negro da senzala foi direto pra favela.
Virou um homem livre e foi pra prisão.
Só que a tal da liberdade não entrou lá na cela.
(E a discriminação ainda é verde e amarela).
É pra rir ou pra chorar?
O Brasil foi parar na mão dos militares, que calaram o povo no tempo da ditadura.
Torturaram e prenderam e mataram milhares, mas ninguém foi condenado pelos crimes de tortura.
(E tem até torturador lançando candidatura).
É pra ri ou pra chorar?
O Brasil conseguiu as eleições diretas, mas a gente que vota ainda é semi-analfabeta.
O Collor foi eleito e roubou até cansar.
O povo deu um jeito de cassar o marajá.
Mas ele não foi preso e falou que vai voltar!
É pra rir ou pra chorar?
O Brasil tem mais terra do que a china tem chinês, mas a terra tá na mão dos grandes latifundiários.
A reforma agrária, ninguém ainda fez.
Ainda bem que os sem-terra não são otários.
(E tudo que eles querem é direito a ter trabalho).
É pra rir ou pra chorar?
O Brasil tem miséria mas tem muito dinheiro, na mão de meia dúzia, no banco suíço.
O rico sobe na vida feito estrangeiro, e o pobre só sobe no elevador de serviço.
(E você aí fingindo que não tem nada com isso?)
É pra rir ou pra chorar?
O Brasil tem um povo gigante por natureza que ainda não percebe o tamanho dessa grandeza.
Sempre solidário no azar ou na sorte, um povo generoso, criativo e risonho.
Poderoso, e tem um coração batendo forte que põe fé no futuro do mesmo jeito que eu ponho.
E vai ter que ser independência ou morte. Um por todos, e todos por um sonho.
É pra rir ou pra chorar?
É pra ir ou pra voltar?
Pra seguir ou pra parar?
Pra cair ou levantar?
É pra rir ou pra chorar?
Pra sair ou pra ficar?
Pra ouvi ou pra falar?
Pra dormir ou pra sonhar?
É pra ver ou pra mostrar?
Aplaudir ou protestar?
Construir ou derrubar?
Repetir ou transformar?
É pra rir ou pra chorar?
Pra se unir ou separar?
Agredir ou agradar?
Pra torcer ou pra jogar?
Pra fazer ou pra comprar?
Pra vender ou pra alugar?
Pra jogar pra perder ou pra ganhar?
Dividir ou endividar?
Dividir ou individualizar?
É pra rir ou pra chorar?!


Nenhum comentário:

Postar um comentário